Notícias

O CEO do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014 (COL), Ricardo Trade, indicou que a Arena Corinthians não corre o risco de perder a partida de abertura do Mundial. Em entrevista à agência “Reuters” após a tragédia desta quarta-feira que resultou em duas mortes no estádio, ele disse também que por enquanto não tem como avaliar se o acidente causará atraso nas obras.

acidente_estadio_corinthains_sergioquintella-ae2

- Não tem nada a ver uma coisa com a outra. É impossível fazer qualquer previsão neste momento de que isso (acidente) vai atrasar alguma coisa. De qualquer maneira, a gente não pode pensar que, se atrasar três meses, o estádio vai estar fora da Copa do Mundo – disse Trade à “Reuters”, por telefone, ao ser perguntado se o estádio poderia perder a partida de abertura da Copa.

 Ainda segundo a agência, Trade disse que o Corinthians e a Odebrecht, construtora responsável pela obra, decidirão se a construção será interrompida por conta do acidente. Além disso, apesar de o prazo final para a Fifa receber os estádios prontos ser até dezembro de 2013, ele garantiu que há tempo suficiente para a conclusão da arena a tempo para o Mundial.

Poucos minutos antes, a Fifa e o COL emitiram um comunicado oficial na tarde desta quarta-feira sobre o acidente na Arena Corinthians. As entidades que organizam o Mundial evitaram entrar em detalhes, já que pretendem primeiro levantar mais informações sobre a tragédia, mas afirmaram que a segurança é de alta prioridade e enviaram suas condolências às famílias dos trabalhadores que morreram no local.

- A segurança dos trabalhadores é de alta prioritária para a FIFA, para o COL e para o Governo Federal. Sabemos que a segurança de todos os trabalhadores tem sido sempre de suma importância para todas as construtoras encarregadas da construção dos 12 estádios da Copa do Mundo da FIFA 2014. As autoridades locais irão investigar os motivos que levaram a este trágico acidente – diz o comunicado das duas entidades.

 O acidente

Três estruturas metálicas da Arena Corinthians caíram na parte traseira do estádio em construção, causando a morte de duas pessoas. As estruturas foram atingidas por um guindaste que estava colocando a última treliça, de 500 toneladas, sobre o prédio leste. O painel de LED que fica na parte externa do local também foi danificado. O estádio teria de ser entregue até o fim deste ano.

O chefe do Corpo de Bombeiros, Major Mauro Lopes, em entrevista à Rádio Jovem Pan, havia anunciado a morte de três pessoas, mas, posteriormente, corrigiu, afirmando que foram dois mortos: o motorista de um caminhão e o operador do guindaste. Segundo a Polícia Militar, ainda há mais uma pessoa presa nas ferragens. O acidente ocorreu por volta da hora do almoço e por isso o local tinha um fluxo menor de operários.

Veja o comunicado na íntegra

“A FIFA e o Comitê Organizador Local lamentam, com grande tristeza, as mortes dos trabalhadores no local da Arena do Corinthians, em São Paulo.  Queremos enviar nossas sinceras condolências às famílias dos trabalhadores que morreram tragicamente hoje. 

A segurança dos trabalhadores é de alta prioritária para a FIFA, para o COL e para o Governo Federal. Sabemos que a segurança de todos os trabalhadores tem sido sempre de suma importância para todas as construtoras encarregadas da construção dos 12 estádios da Copa do Mundo da FIFA 2014. As autoridades locais irão investigar os motivos que levaram a este trágico acidente.

Por favor, entenda que não estamos na posição de fazer comentários adicionais, já que estamos esperando por mais detalhes. Assim que a FIFA e o COL receberem mais informações, enviaremos uma atualização”.